Japão quer taxar cosplayers profissionais sob lei de Direitos Autorais

0
126

 

Alguns sites japoneses, entre eles o The Nikkan Sports tem noticiado que o governo japonês está discutindo a possibilidade de taxar cosplayers profissionais através da lei de Direitos Autorais. Ou seja, cosplayers e cosmakers profissionais podem ter que repassar parte de seus valores recebidos para organizações, empresas detentoras dos direitos dos personagens e o governo.

 

 

Por enquanto é somente uma proposta que está em andamento. O governo está buscando opiniões de empresas que possuem direitos autorais e profissionais do meio cosplay, mas até o momento nada foi aprovado. Vale lembrar que isto só afetaria profissionais da área, não aqueles que fazem cosplay por lazer ou aqueles que residam fora do Japão.

 

O cosplay já há alguns anos ultrapassou a barreira do hobby e virou um trabalho para muitos cosplayers e cosmakers que ganham dinheiro com concursos, vendendo fotos e vídeos, além de cachês em participações em eventos e até comerciais. A discussão não é nova no meio cosplay, muitos já se perguntavam se os cosplayers estavam violando esta lei de Direitos Autorais, ao receber valores interpretando personagens de outras empresas. O que o governo quer é entender se isto é realmente uma violação e criar uma regra para este tipo de trabalho.

 

A cosplayer Enako, uma das maiores do Japão, conversou com o ministro Nobuharu Inoue.

 

Tarō Yamada, membro do governo japonês e líder do Partido de Proteção à Liberdade de Expressão disse que é possível manter o “ecossistema” que beneficia tanto as empresas que possuem os direitos autorais de imagem como os cosplayers de forma justa e que, como um dos membros do governo lidando com esse assunto, ele está investigando uma maneira de manter as leis de direitos autorais japonesas na era do “conteúdo gerado por usuários”.

 

E você? O que acha desta possibilidade de taxar profissionais do meio cosplay? Acredita que isto pode chegar até o Brasil? Deixe nos comentários seu pensamento sobre isto!